Foto: Marcos Labanca

Foto: Marcos Labanca

O deputado federal Nelsi Coguetto Maria, o Vermelho (PSD), participou da plenária do Conselho Municipal de Turismo (Comtur) na sexta-feira, 25. O parlamentar apresentou um balanço de sua atuação no Congresso Nacional, na área de turismo, e definiu pautas conjuntas com o conselho.

É a segunda vez que Vermelho participa de reunião do Comtur. No mês de novembro do ano passado, depois de eleito, esteve na sessão do colegiado em que foram definidas ações prioritárias a favor da cidade em Brasília (DF) – na Câmara Federal e junto ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Presidente do Comtur, Carlos Silva ressaltou que a união de forças é indispensável para a captação de investimentos e projetos para o turismo de Foz do Iguaçu. Essa “prestação de contas” para a comunidade e o diálogo, frisou, tornam o mandato parlamentar participativo e democrático.

Foto: Marcos Labanca

Foto: Marcos Labanca

“Um dos mais importantes destinos turísticos do Brasil e uma das principais portas de entrada para visitantes de todas as partes do mundo, Foz do Iguaçu está diretamente vinculada às decisões e políticas públicas nacionais”, apontou Carlos Silva. “Por isso a importância desse contato permanente com o deputado Vermelho.”

“É um diálogo assertivo e produtivo com o deputado federal. Temos prioridades no setor de infraestrutura que já são realidade e outros projetos que já estão sendo executados ou em andamento”, disse Carlos Silva. “Essa interlocução tem apenas um objetivo, que é favorecer Foz do Iguaçu”, enfatizou.

Foz do Iguaçu na agenda nacional

À plenária de representantes do turismo iguaçuense, Vermelho reafirmou seu compromisso de representar e defender a agenda e os projetos em nível federal para o desenvolvimento da cidade. “Sou o deputado do turismo e de Foz do Iguaçu”, acentuou o parlamentar.

Ele destacou a articulação política para transformar o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) em agência de desenvolvimento. A proposta é uma demanda de empresários e instituições do segmento turístico.

Foto: Marcos Labanca

Foto: Marcos Labanca

“Como agência, a Embratur terá mais condições de firmar convênios, fazer parcerias e captar recursos”, ponderou Vermelho. “Será mais dinheiro para ser investido diretamente no desenvolvimento e na promoção do turismo, apoiando quem produz riquezas e gera empregos”, frisou.

O deputado falou sobre o andamento do pleito para a extinção do adicional da Taxa de Embarque Internacional. Essa reivindicação, que tornará o setor aeroviário mais competitivo, foi apresentada pelo Comtur e a Secretaria Municipal de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, devendo favorecer todo o país.

Vermelho também relatou a tramitação da proposta que prevê a criação da Escola Nacional de Turismo, na Unioeste/Foz. “A escola contribuirá para a qualificação e formação de trabalhadores de todo o segmento do turismo em Foz e será modelo a ser reaplicado pelo Brasil”, esclareceu.

Dados e subsídios para o turismo

Conforme o presidente do Comtur, Carlos Silva, uma das propostas discutidas com o deputado na reunião foi a sustentabilidade do Observatório do Turismo de Foz do Iguaçu. Esse instrumento, sob gestão do conselho, centraliza pesquisas, dados e análise para o fomento de negócios e políticas de turismo.

“Por meio do Instituto Polo Iguassu, o Parque Tecnológico Itaipu e a Secretaria de Turismo de Foz, envolvendo todas as instituições que fazem parte do Comtur, estamos revitalizando o observatório, que é uma ferramenta extraordinária de planejamento e orientação tanto para o poder público quanto aos nossos empresários”, salientou.

Arena de eventos

Outro projeto debatido entre o deputado federal e os conselheiros de turismo iguaçuenses tratou da construção de uma arena multiuso no município. O equipamento está sendo pensado para receber grandes eventos nacionais e internacionais.

“Foz do Iguaçu precisa de um espaço para receber eventos de grande porte”, defendeu Vermelho. “Coloquei R$ 1 milhão de minhas emendas impositivas para o projeto, e estamos trabalhando para garantir no orçamento outros R$ 30 milhões para a construção da arena”, disse.