Reunião contou com participantes presenciais e on-line - foto Assessoria

Reunião contou com participantes presenciais e on-line - foto Assessoria


Ações incentivam novos negócios, geração de emprego, inovação e integração entre universidades e empresas.

A participação da comunidade de Foz do Iguaçu nos editais de inovação, empreendedorismo e soluções tecnológicas do Programa Acelera Foz supera as metas previstas. A avaliação foi realizada durante reunião do Grupo de Coordenação Estratégica do Programa Acelera Foz, realizada nessa sexta-feira, 24.

As seleções, no contexto da pandemia de covid-19, contribuem para a retomada econômica, estimulando a geração de emprego e renda. São três editais voltados a startups, empresas, empreendedores e pequenos negócios, os quais já ultrapassaram o número de propostas estipulado na abertura dos processos de escolha projetos.

O balanço parcial, pois editais seguem com inscrições abertas (veja as datas abaixo), foi apresentado pelo diretor de Negócios e Inovação do Parque Tecnológico Itaipu (PTI), Rodrigo Régis de Almeida Galvão. A instituição é responsável pela operacionalização das seleções e gestão dos projetos a serem aprovados.

“A adesão de empresas, empreendedores e instituições de ensino de Foz do Iguaçu aos editais está sendo maior do que a nossa expectativa, e os projetos continuam sendo enviados dentro do prazo de inscrição”, enfatiza Rodrigo. “Isso reforça que o cenário para a expansão da inovação e de soluções tecnológicas em nossa cidade é muito favorável”, avalia.

Para o integrante da diretoria do PTI, a união de esforços possibilitada pelo Acelera Foz garante maior alcance das ações a favor da sociedade. “Na divulgação dos editais, tivemos grande apoio de instituições como a ACIFI e o Sebrae, na divulgação, e adesão dos empresários iguaçuenses. Esse trabalho conjunto é essencial para os resultados que estamos atingindo”, expõe Rodrigo Régis de Almeida Galvão.

Desafio de inovação

Representantes de entidades que integram o Programa Acelera Foz durante videoconferência - foto Assessoria

Representantes de entidades que integram o Programa Acelera Foz durante videoconferência – foto Assessoria

Startups, micros e pequenas empresas interessadas em criar ou aprimorar produtos, serviços ou processos para aumentar a competitividade e a participação no mercado têm até 28 de julho para se inscrever no Desafio Inova Oeste. Entre as áreas de atuação estão a transformação digital, design de produto e eficiência energética.

Até o momento, 43 propostas criativas em inovação estão sendo elaboradas na seleção – a meta era receber 40 iniciativas. O programa irá destinar até R$ 58 mil para 20 projetos contemplados.

Integração: universidade e empresa

Aberto até 2 de agosto, o edital do Programa de Integração Universidade e Empresa visa a ampliar a inovação entre as empresas impactadas pela crise causada pela pandemia. Com oferta de bolsas de R$ 800, por nove meses, agrega estudantes e professores de instituições públicas e particulares de ensino superior, de várias áreas do conhecimento.

Já estão inscritas no programa 72 propostas, abrangendo 216 bolsas a universitários. A meta inicial previa o recebimento de 60 iniciativas e 200 bolsas. Para apresentar proposta, o empresário deve elaborar projeto juntamente com uma universidade ou faculdade.

Inovação corporativa

Unir demandas de empresas de médio e de grande porte em busca de soluções de empreendedores e startups. Com esse objetivo, o Programa Inovação Corporativa atua nas linhas de incubação e aceleração. O foco é o desenvolvimento de novas empresas.

As inscrições para a linha de incubação vão até 7 de agosto, para a seleção de 13 empreendedores. Para a aceleração, as inscrições terminaram neste domingo, 26. Até a última sexta-feira, 19 propostas já haviam sido prospectadas conforme as normas do edital, que prevê a seleção de startups.

O programa de incubação e aceleração tem a finalidade de desenvolver soluções, produtos aplicáveis em curto prazo, modernização tecnológica e reduzir custos, assim como aumentar a competitividade do setor.
Os editais estão disponíveis em http://pti.org.br/acelerafoz.

Salto para o futuro

Parte do plano de retomada econômica da cidade, o Acelera Foz tem a coordenação estratégica do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Foz do Iguaçu (Codefoz), Itaipu Binacional, Parque Tecnológico Itaipu (PTI), Prefeitura de Foz do Iguaçu, Sebrae, Programa Oeste em Desenvolvimento (POD), Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu (ACIFI) e Conselho Municipal de Turismo (Comtur).
(Programa Acelera Foz)